limeiranoticias.com.br

prefeitura faz reunião na aldeia Boa Vista – Prefeitura Municipal de Ubatuba

February 21, 2024 | by limeiranoticias.com.br

Javyju é uma saudação guarani que significa bom dia.

E foi assim, em clima de harmonia e amizade, que os representantes do poder público da comissão organizadora da II Conferência Municipal dos Povos Originários e Comunidades Tradicionais foram recebidos na aldeia Boa Vista, no Prumirim, na manhã do dia 20 de fevereiro, para a realização da I pré-conferência.

Após um café da manhã servido na cozinha comunitária da aldeia, os membros do poder público reuniram-se com os indígenas na Casa de Reza para uma reunião que durou cerca de quatro horas.

Durante o período, os donos da terra puderam expor suas demandas prioritárias a fim de que o poder público possa atendê-las por meio de programas e recursos sociais.

A pré-conferência nasceu da ideia de aproximar a Prefeitura de Ubatuba das dificuldades das comunidades e, assim como o tema da conferência deste ano, colocá-los no lugar de protagonistas na criação de políticas públicas que os atendam.

“É importante o poder público estar no território, pois é dessa reunião que sairão as prioridades que vão trazer melhorias de fato para nossa comunidade” enfatiza o cacique da aldeia, Marcos Tupã.

Tupã foi a voz da pré-conferência, utilizando sua língua materna, Guarani Mbya, para traduzir o que estava sendo debatido para os indígenas, e todos pudessem compreender, opinar e questionar os pontos que consideram essenciais para o bem-estar e desenvolvimento sustentável da aldeia.

A engenheira civil da Secretaria de Habitação, Cinthia Barbosa, que pela primeira vez integra a comissão organizadora, considera fundamental esse modo respeitoso de acessar o território.

“Como profissional, meu foco é oferecer soluções que atendam as demandas dos povos, porém sem retirar o que elas têm de mais rico: sua identidade”, declara.

Cinthia conta que o contato com a aldeia está sendo uma experiência enriquecedora.

“Estar aqui é memorável. É uma oportunidade única na minha carreira, faltam palavras para definir a importância de vivenciar esse momento” destaca.

O que são as pré-conferências?

As pré-conferências são Iniciativas da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura que, após a finalização, irão reunir as demandas prioritárias para apresentá-las durante a conferência que será realizada no Teatro Municipal Pedro Paulo Teixeira Pinto, nos dias 21 e 22 de maio de 2024.

“Essas reuniões são um meio de aproximar o poder público das comunidades. É um reconhecimento do rico patrimônio cultural e histórico. É fundamental também para a preservação do meio ambiente. A pré-conferência foi um sucesso!”, conclui o sociólogo da Prefeitura de Ubatuba, Uirá Freitas.

Estavam presentes representantes das secretarias de Assistência Social, Pesca e Agricultura, Habitação, Urbanismo, Comunicação, Turismo, Segurança Pública e Desenvolvimento Social, do Gabinete e lideranças da aldeia Boa Vista.

 

Calendário das Pré-conferências de 2024:

27/02, às 9h – Escola da Aldeia Renascer – Indígenas da Aldeia Renascer

05/03, às 14h – Centro Comunitário do Quilombo do Sertão de Itamambuca

12/03, às 16h, Centro Comunitário do Quilombo da Caçandoca

19/03, às 16h, Casa de Farinha do Quilombo da Fazenda

26/03, às 16h, Campinho ou Escola do Camburi Quilombo do Camburi

09/04, às 14h, Centro Cultural Araponga – Caiçaras das regiões Norte e Sul

16/04, às 18h30, Centro Cultural Araponga – Caiçaras da região Central, Centro-Sul e Centro-Norte

23/04, às 9h, Aldeia Rio Bonito – Indígenas da Aldeia Rio Bonito

 

Ao fim da reunião, foram elencadas as demandas gerais e específicas de cada tema. Confira algumas:

Tema: Infraestrutura e direito ao território:

– Elaboração de projeto para pavimentação e drenagem para a estrada da rodovia até a escola, com bloquete, sarjeta e iluminação.

– Ligação na rede de energia elétrica, e de internet às casas da aldeia.

– Promoção do turismo de base comunitária, com melhoria na identificação visual e de acesso ao território, e informações das regras, horários e cartilha de boas práticas para visitantes.

– Elaboração do Plano Municipal dos Povos Originários e Comunidades Tradicionais com a participação dos povos originários em todo processo

 

Tema: Turismo, meio ambiente e desenvolvimento sustentável:

– Criação de canal de denúncias não só para crimes ambientais, mas também para violência contra a mulher e crianças;

– Construção de banheiros, receptivo para visitantes, cozinha comunitária adequada e espaço para venda e exposição de artesanato.

 

Educação, esporte, lazer e inclusão digital

– Ofertas de cursos técnicos com educação diferenciada nas escolas das aldeias;

– Incentivo financeiro aos atletas das aldeias;

– Inclusão digital com internet e equipamentos de informática nas aldeias.

-Trazer o EJA – Ensino de jovens e adultos – à aldeia

 

Cultura e identidade

-Auxiliar os povos originários na participação dos editais – linguagem/ ajuda com burocracia;

-Recurso para aquisição de instrumentos musicais e produção de figurinos;

Saúde e saneamento básico

-Captação da água, reforma em fossas sépticas e criação de novas;

– Melhor atendimento na Santa Casa respeitando os costumes tradicionais, exemplo:  dieta pós-parto, pajelança (pajelança é um ritual de cura realizado pelos índios. Quem realiza este ritual é o pajé – curandeiro e líder espiritual da aldeia);

-Tempo de espera diferenciado na Santa Casa;

– Atendimento veterinário para os animais da aldeia.

– Adaptação da escola desativada para funcionar como posto de saúde.

 

Trabalho, renda e pesca artesanal

– Que haja a contratação dos povos originários para a realização da zeladoria da comunidade;

– Disponibilização de áreas e autorização para que os povos possam comercializar suas artes.

 

Assistência Social e soberania alimentar e nutricional

– Comunidade ter mais apoio nos setores de documentação, como o Poupatempo.

 

Transporte e segurança Pública

– Ampliação dos horários de ônibus que atendem os indígenas, e criação de linha de ônibus que suba até a entrada da aldeia Boa Vista.

– Novos radares para diminuir o limite de velocidade na rodovia, em frente à entrada da aldeia.

– Passe livre para indígenas para o transporte intermunicipal

 

 

Também foram eleitos 12 membros delegados que irão representar a aldeia durante a conferência com direito a voz e voto. São eles:

 

  • Mayara (titular)
  • Mari de lima (suplente)

 

  • Madalena (titular)
  • Dona Santa (suplente)

 

  • Dona Jandira (titular)
  • Cleusimara (suplente)

 

  • Marinalva (titular)
  • Célia (suplente)

 

  • Patrícia (titular)
  • Zilda (suplente)

 

  • Rosimeire (titular)
  • Claudia (suplente)

 

RELATED POSTS

View all

view all