limeiranoticias.com.br

Guarda Civil compartilha expertise em armamento não letal e capacita agentes de instituição parceira – CGNotícias

março 26, 2024 | by limeiranoticias.com.br

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (Sesdes), realizou dois dias de curso de instrução na utilização de equipamentos não letais com 15 agentes da equipe de fiscalização Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran- MS). As instruções têm o objetivo de capacitar o operador de segurança pública, o adequado conhecimento sobre a utilização do Dispositivo Elétrico Incapacitante – DEI e o emprego dos Agentes Químicos.

A Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social (Sesdes) ressalta que a capacitação não apenas eleva os padrões de segurança, mas também promove a colaboração entre instituições, visando garantir a integridade física dos agentes e fortalecer as práticas de segurança pública.

“É a primeira vez então que a Guarda Civil de Campo Grande está realizando um curso para outra instituição sobre armamento menos letal. Estamos tendo a oportunidade de compartilhar o conhecimento com a equipe de fiscalização do Detran do Mato Grosso do Sul. Para nós é uma oportunidade ímpar, assim como para os agentes de fiscalização, que estão recebendo esses treinamentos. Esses agentes que são vinculados à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) estão recebendo instruções com a finalidade de garantir a sua integridade física e proteger ali a consecução de seus trabalhos”, explica Anderson Gonzaga, secretário da Sesdes.

Dos sprays e gel de pimentas, os operadores aprendem sobre os princípios ativos e seus compostos químicos que são utilizados, inclusive, com o fornecimento de catálogo com todo o descritivo dos produtos e seus compostos, para que eles entendam o produto que estão operando. O curso explica os conceitos de armas não letais, orientação da ONU e legislação, o uso proporcional e seletivo da força, do espargidor de pimenta e da spark (dispositivo elétrico incapacitante), além das características, funcionamento, contraindicações, manuseio, disparos individuais e oficinas utilizando as tecnologias não letais.

A capacitação tem treinamento teórico e prático, com carga horária de 20 horas. “São dispositivos projetados e utilizados para incapacitar pessoal ou materialmente, minimizando mortes, ferimentos permanentes, danos indesejáveis à propriedade e comprometimento do meio ambiente, no estrito cumprimento do dever legal, amparado em lei, obedecendo às recomendações sobre o uso diferenciado da força”, aponta o GMC Pedroso, subtenente e coordenador de operações da Guarda Civil Metropolitana.

As instruções estão sendo ministradas na Superintêndencia do Comando da Guarda Civil Metropolitana e na Gerência de Pronto Intervenção (GPI), desde a última segunda-feira (25) e será finalizada nesta terça-feira (26).

RELATED POSTS

View all

view all