limeiranoticias.com.br

Pedidos de Indicação Geográfica apoiados pelo IFSP são protocolados junto ao INPI – IFSP

março 21, 2024 | by limeiranoticias.com.br

IG da Banana do Vale do Ribeira e das Figuras de Taubaté tiveram pedidos protocolados em março

No dia 14 de março, a ABAVAR – Associação dos Bananicultores do Vale do Ribeira- protocolou no Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI, o pedido de Indicação Geográfica (IG) – modalidade Indicação de Procedência, para a Banana do Vale do Ribeira, num trabalho desenvolvido colaborativamente com o Instituto Federal de São Paulo e Sebrae – Serviço Apoio às Micros Empresas São Paulo – ER Registro. 

O projeto prevê o apoio ao desenvolvimento de 11 Indicações Geográficas no estado de São Paulo, as quais foram selecionadas a partir de uma análise de diagnóstico realizada pelo Sebrae. Com a Banana do Vale do Ribeira – SP, o projeto contabiliza 5 depósitos de IGs, sendo: Café do Vale da Grama, Café de Torrinha, Café da Nova Alta Paulista, e Mel do Vale do Paraíba. 

A Banana do Vale do Ribeira teve a solicitação de IG no modelo de Indicação de Procedência, o que refere-se a um nome geográfico de país, cidade, região ou localidade de seu território, que tenha se tornado conhecido como centro de extração, produção ou fabricação de determinado produto ou de prestação de determinado serviço. Para Raphael de Abreu Alves e Silva, professor do IFSP e coordenador local do projeto, “o Vale do Ribeira se destaca na produção de banana e o registro de IG vai garantir ao consumidor a origem, qualidade e rastreabilidade das frutas que muitas das vezes são confundidas com produtos de outras regiões”. 

O impacto das indicações de procedência vem da promoção do desenvolvimento regional, uma vez que valoriza diversos aspectos regionais ligados à origem dos produtos. Para Rafael Peniche, secretário executivo da Associação dos Bananicultores do Vale do Ribeira, a IG é um instrumento de desenvolvimento territorial no qual os beneficiários não serão apenas os produtores, mas grande parte da cadeia produtiva, incluindo outros setores e segmentos como turismo, comércio, gastronomia e artesanato. A IG foi responsável por fomentar o associativismo e unir todos os entes relacionados a Banana no Vale do Ribeira. Será possível representar nacionalmente e internacionalmente nossa banana que é da melhor qualidade e produzida em grandes quantidades na região. 

Leia a notícia completa no site da Inova 

 Figuras de Taubaté 

Signo da Indicação Geográfica – Figuras de Taubaté.Após 3 anos de trabalho para desenvolvimento e estruturação do pedido de Indicação Geográfica (IG) das Figuras de Taubaté, hoje – 20 de março – a Associação da Casa do Figureiro de Taubaté, protocolou no Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI, a petição de IG – Indicação de Procedência. Este trabalho foi realizado colaborativamente e com a supervisão e orientação do Instituto Federal de São Paulo e Sebrae – Serviço Apoio às Micros Empresas São Paulo – ER São José dos Campos. 

A arte figurativa teve início com a vinda dos Frades Franciscanos para Taubaté na construção do Convento de Santa Clara, em 1764, e o estabelecimento de uma relação de aprendizagem com base no conhecimento tácito dos frades com parte da comunidade local. 

Assim, as experiências e as aprendizagens locais na confecção de figuras de argila contribuíram para que o conhecimento tácito se tornasse, historicamente, um conhecimento codificado que se consolidou no território e na população taubateana. As peças figurativas são produzidas e reconhecidas a partir das representações sociais e culturais que se manifestam historicamente no cotidiano popular e folclórico de Taubaté. 

Para Leandro Tessari, coordenador técnico da ação pelo IFSP, a solicitação da IG para as Figuras de Taubaté representa uma conquista coletiva das figureiras e figureiros de Taubaté, que tem na arte de fazer figuras, a preservação de sua identidade artística, passada a partir das experiências geracionais. Esse momento simboliza uma série de oportunidades para valorizar a arte e a cultura popular de Taubaté, por meio do trabalho artístico produzido por pessoas anônimas, desconhecidas no contexto social da cidade, mas que contribuem para levar o nome da cidade Taubaté nos mais diversos espaços de cultura nacional e internacional. 

Confira a notícia completa no site da Inova. 

RELATED POSTS

View all

view all